Rua Dom Wilsom Laus Schmidt, 277, Córrego Grande, Florianópolis/SC, Brasil

Corpus Christi na visão espírita

Muitas pessoas nos perguntam sobre o significado para a Doutrina Espírita da comemoração e do feriado de Corpus Christi. E de forma sintética vamos analisar a questão a partir de uma reflexão sobre a origem dessa comemoração.

Para começar, vamos analisar a origem da expressão que deriva do latim Corpus significa “o corpo” e na segunda declinação latina no nominativo. Assim, “corpi” seria o genitivo que significaria “do corpo”.

Da mesma forma, Christus significaria “Cristo” e Christi e genitivo e se traduz por “do Cristo”. Corpus Christi, portanto, significa “O corpo do Cristo”.

Na crença católica, a hóstia consagrada, ou seja, abençoada pelo padre, passa a ser “o corpo do Cristo”, no denominado milagre da eucaristia.

Esta comemoração foi institucionalizada pela Igreja Católica Apostólica Romana no século XIII pelo Papa Urbano IV.

Com todo o respeito em relação às crenças tidas como referências pela Igreja Católica e seus seguidores, devemos refletir que essa comemoração é uma criação da sua instituição, nada tendo a ver com os ensinamentos de Jesus 1.300 anos antes.

De qualquer forma, tudo que alguém faz com amor, mobiliza energias superiores. Mesmo sem lógica, sem sentido real.

Cabe, no entanto a indagação: é procedente em um país que é, em termos de constituição, laico, declarar um feriado nacional em função de uma crença restringida exclusivamente a uma única religião?.  Justifica-se parar um país inteiro em nome a essa celebração?

De qualquer maneira, aproveitemos para nos ligar com as energias superiores. Bom feriado!

Ricardo Di Bernardi

One thought on “Corpus Christi na visão espírita”

  1. Mediante esta corrida desenfreada e material que o planeta encontra-se, esta paralisação acaba sendo válida para qualquer um de nós sendo espírita ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *